O Partido Comunista do Brasil, por meio de sua presidente, Luciana Santos, emitiu nota de pesar pelo falecimento de Li Keqiang, importante dirigente com quase 50 anos de dedicação ao trabalho revolucionário nas fileiras do Partido Comunista da China. Diz a nota: “Li Keqiang sempre atuou com grande disciplina e competência, chegando a ocupar altos postos de responsabilidade no partido e no Estado, como o de primeiro-ministro e membro permanente do Birô Político dos Comitês Centrais do 17º, 18º e 19º Congressos”.

Leia a íntegra:

Ao secretário-geral do Partido Comunista da China

Xi Jinping, Presidente da República Popular da China

Estimado camarada,

Foi com consternação que recebemos a informação sobre o falecimento de Li Keqiang, importante dirigente com quase 50 anos de dedicação ao trabalho revolucionário nas fileiras do Partido Comunista da China. Li Keqiang sempre atuou com grande disciplina e competência, chegando a ocupar altos postos de responsabilidade no partido e no Estado, como o de primeiro-ministro e membro permanente do Birô Político dos Comitês Centrais do 17º, 18º e 19º Congressos.

No obituário emitido conjuntamente pelo Comitê Central do PCC, pelo Comitê Permanente da Assembleia Popular Nacional (APN), pelo Conselho de Estado e pelo Comitê Nacional da Conferência Consultiva Política do Povo Chinês, Li Keqiang foi exaltado como “um excelente membro do PCC, um soldado comunista leal e testado pelo tempo e um notável revolucionário proletário, estadista e líder do Partido e do Estado”.

O Partido Comunista do Brasil (PCdoB) expressa suas sentidas condolências à família, amigos e camaradas de Li Keqiang, bem como ao PCC e a todo o povo chinês por esta importante perda, confiantes de que a República Popular da China continuará de forma exitosa a construir o socialismo com características chinesas na nova era, construção para a qual Li Keqiang deu inesquecíveis contribuições.

Luciana Santos

Presidenta Nacional do PCdoB