Após a programação da manhã deste sábado (5), onde foi reservado para a apresentação do documento e do plano de lutas da 1ª Conferência Nacional de Combate ao Racismo do PCdoB e ouvir opiniões dos delegados e delegadas presenciais e por plataforma sobre o tema, a parte da tarde foi dedicada aos debates divididos por grupos. Essa atividade encerrou o segundo dia da etapa nacional.

Sete grupos foram formados. Entre eles, líderes, militantes e representantes de movimentos sociais de 24 comitês estaduais representados, que debateram ações de combate ao racismo que farão parte da plataforma política do PCdoB.

“O documento será submetido a uma reunião do Comitê Central, para se transformar em um documento orientador político de todo o PCdoB”, explica a secretária Nacional de Combate ao Racismo do partido, a deputada estadual Olívia Santana (BA). O texto tem como objetivo traçar estratégias e propor políticas efetivas para combater o preconceito racial e suas consequências na sociedade. A conferência foi uma resposta às crescentes demandas por medidas concretas que enfrentem o racismo estrutural e suas múltiplas manifestações.

Todo o processo de conferência, com atividades realizadas nos municípios e estados se propôs a ser um espaço de diálogo, reflexão e formulação de propostas, colocando em evidência a relevância desse tema para a construção de uma sociedade antirracista, igualitária e inclusiva. “A política é sempre fruto de muito empenho e palco de muitos embates e discussões”, lembrou Olívia, agradecendo a participação de todos os envolvidos.

A plenária final que aprovará as resoluções da etapa nacional acontecerá na manhã do próximo sábado (12), das 9h às 14 horas, para a finalização do documento que será entregue ao Comitê Central.

Confira as imagens:

Edição: Eliz Brandão

Leia mais: Conferência de Combate ao Racismo definirá plano de lutas

Leia mais: Ato nacional do PCdoB reforça que todo o partido se una na luta antirracista